A Criação do Espaço Cênico

A oficina orientada por Flávio Racy, ator, diretor, cenógrafo e produtor da Cia A DitaCuja, tem por objetivo promover a iniciação dos participantes no universo da cenografia para teatro. Os participantes terão a oportunidade de conhecer a participação da cenografia na evolução teatral, as técnicas e materiais mais utilizados e experimentar na prática a criação de um projeto cenográfico para teatro.

A cenografia é de importância fundamental para o sucesso de uma montagem, devendo servir a inumeráveis objetivos. Unida à iluminação e a indumentária, permite uma qualidade no resultado final do espetáculo e cada vez mais, diretores e produtores buscam o auxílio de profissionais especializados para a elaboração e a realização de seus projetos cênicos.

Cabe ao cenógrafo conciliar uma série de condições para permitir uma resposta à proposta cênica. Tudo tem que ser previsto e calculado para evitar exageros, para que não se sacrifique a intenção do dramaturgo e para que se respeite o sentimento exato da concepção cênica, sem apelar para efeitos banais e fáceis. O cenógrafo colabora com a direção do espetáculo mas também com o autor, no sentido de que, através dos elementos descritivos que propõe, sejam representados tanto o pensamento do autor, como a verdade cênica desejada pelo diretor.

Nada deve ser esquecido ou utilizado em desarmonia com o conjunto e aí entram o talento, o senso crítico, a formação técnico-cultural, a compreensão do texto, a sensibilidade e a capacidade de realização prática do cenógrafo.

O responsável por essa área precisa saber utilizar a prontidão da comunicação do cenário que fala primeiro aos sentidos e insere a plateia no universo proposto sem transformá-lo no elemento central da peça que tem diversos outros elementos que devem ser compostos para sua comunicação.

E tanto o cenógrafo quanto os demais artistas que se relacionam com a cenografia precisam compreender a relação do elemento cenográfico com o espaço cênico e a linguagem do espetáculo para que o trabalho demonstre harmonia e profundidade de criação.

A oficina está estruturada em quatro módulos, misturando teoria e prática para melhor compreensão sobre o assunto e percepção da evolução do conhecimento, ou seja, o participante aprende fazendo.

O primeiro realiza uma introdução à cenografia, sua origem e função e a relação com o espaço cênico no decorrer da história teatral. Procura situar o participante nos principais estilos teatrais e a utilização da cenografia nesses momentos para composição da criação. Também permeia a utilização da cenografia em outros espaços artísticos como a música e a televisão para uma compreensão mais ampla da sua necessidade e termina com um exercício prático de intenção cenográfica.

O segundo módulo trata de uma introdução à cenotecnica, ou seja, a execução da criação cenográfica e apresenta aos participantes diversas estruturas, técnicas, e materiais que podem ser utilizados para a construção dos elementos cenográficos de um espetáculo e termina com um exercício prático de proposta estrutural para a intenção cenográfica.

No terceiro módulo o participante passará pelo aprendizado sobre o desenvolvimento de um projeto cenográfico e as etapas de apresentação, execução e montagem e terá contato com um texto teatral para exercitar a concepção da cenografia a partir da proposta dramatúrgica. Termina com a criação de um projeto cenográfico para o texto estudado.

O quarto módulo corresponde à orientação para execução do projeto cenográfico para que o participante possa visualizar o resultado de um projeto e também, ver concluído o aprendizado teórico e prático realizado durante a oficina. A oficina quando realizada com carga horária estendida permite que esse exercício seja executado em maquetes em escala 1:20 de grupos criados dentro da atividade.

A oficina termina com uma exposição dos projetos cenográficos e as maquetes ou cenário em escala real desenvolvidos pelos seus participantes.

A oficina tem carga-horária proposta de 12 horas/aula mas pode ser aplicada também com carga-horária 24 horas/aula, favorecendo o aprofundamento do conteúdo e chegando à conclusão com criação e construção de uma maquete completa com projeto cenográfico desenvolvido pelos participantes, exercitando a criação mas sem concluir na execução de um modelo tridimensional.

Atividade direcionada a adolescentes e adultos iniciantes em cenografia mas preferencialmente com conhecimento intermediário em teatro ou arquitetura. Idade mínima 15 anos. 16 vagas.