CabarELAS

A artista Michelle Maria da Cia A DitaCuja é co-criadora do projeto CabarELAS, que também tem o grupo como apoiador, colaborando com a infraestrutura de transporte, cenografia e equipamentos para realização das apresentações.

“CabarElas” é uma intervenção de números circenses ao estilo cabaré que reúne malabares, portagem, arcos, fogo e palahaçaria, idealizado e concebido pelo coletivo composto por mulheres artistas movimentadoras da arte circense na cidade e que percebendo a potência de seus trabalhos juntas, estão levando pelo país espetáculos, oficinas e rodas de conversas. Suas ações vem acontecendo nos últimos anos, e ganhou potência com a construção do espetáculo/cabaré que vem circulando de forma independente, levantando a bandeira do feminismo e sempre que possível revertendo o chapéu para projetos realizados por outras mulheres circenses pelo país. A intervenção é carregada de comicidade, formação de boa parte do coletivo, carregado de um bocado de acidez e bufonaria.

Mulheres chegam em sua kombi, estacionam e a lona está armada. Entre a montagem de som luz, fazem o chamamento aguardando a ”multidão” que marcará presença na função.
Começam compartilhando com o público o aprendizado precioso do aquecimento tão necessário para grandes artistas. Corpos devidamente prontos finalmente a finção vai começar com a tradicional chula, livremente adapatada ”é craru”. E assim o público viaja e conhece o circo pela ótica dessas mulheres.
Portagem com ”As nega”, traz a póetico de corpos fortes fazendo um paralelo da força física com a força da mulher que trabalha e carrega as marcas de sua história.
Arcos de Sabryna Murali, os malabares dançam as dores e os gritos do ser mulher.
Mixirica Monroe se prepara para ganhar o papel de Julita em Sheakspeare mas pra isso terá que se adaptar ao que se espera de uma linda atriz, será? É craru. Desconstrói gagues tradicionais e questiona o universo da palharia majoritariamente masculina.
Malabares: claves, bolinhas e facões fazem o tradicional número com o voluntário, mas não só não é mesmo. Pra passar por esse número o voluntário terá que provar que pode um homem de bem.
Palhaça Jirda apresentará seu solo musical con toda graça que se espera de uma musicista
Com costuras cênicas delicadamente feitas pelas palhaças Mixirica Monroe, Jirda e Paçoca.
O esptáculo de despede sempre de forma aberta, utilizando fogo ou não se adaptando ao espaço e sua história. A proposta é sempre que possível em cada função, mulheres locais agreguem a função seja com números, musica poesia, a fim de tecer essa trama de mulheres de artistas e estreitar laços
CabarElas brinca de coisa séria buscando atrevés do circo, levantar as questões da mulher na socidade e no circo

Gênero: Comédia
Modalidade: Circo/Cabaré
Duração: 50min
Classificação: Livre.

Ficha Técnica:

Thata Cola – Malabarista / Produção e idealização
Tati Cola – Malabarista / Motorista da Kombi / Produção e idealização
Michelle Maria – Palhaça Mixirica / Produção e idealização
Sabryna Murali – Malabarista / Material Gráfico
Amanda (Tyssa) – Acróbata / Palhaça Paçoca
Damonile – Acróbata
Luciana Donegá – Palhaça Jirda / Produção
Flávio Racy – Cenógrafo
Direção: Coletivo CabarElas
Técnicas de som: Coletivo CabarElas
Realização: CabarElas e Cia. A DitaCuja