Ouvir, contar e encantar histórias

Nesta oficina orientada pela atriz e contadora de histórias Michelle Maria, os participantes vivenciarão um pouco do universo da arte de ouvir e contar histórias, descobrindo e aperfeiçoando ferramentas que enriqueçam a contação, abordando as diferentes estruturas narrativas, formas de apresentação da história, obras da literatura infantil e do imaginário popular e a formação de um repertorio pessoal durante os encontros.

Contar historias é uma técnica milenar, utilizada pelas civilizações para não apenas transmitir o conhecimento de seus povos, mas também ditar as regras de comportamento, respeito e convivência social.

Com o passar do tempo as historias foram ganhando formas e imagética, sendo escritas e contadas não apenas para formar ‘’morais’’, mas também para transpor o universo poético da imaginação.

As historias nos levam a criação de um universo único, onde cada indivíduo, através da descrição narrativa cria seus horizontes e suas cores, tornando o momento único.

A oficina pretende formar um pensamento lúdico para ser utilizado como ponto de partida na escolha, concepção e execução da arte de contar histórias.

Buscamos transpor a mesma sensação imagética atingida na leitura trabalhando a estrutura de narração e encenação, procurando não interferir agressivamente na estrutura do autor.

A oficina está divida em módulos seqüenciais de vivencia e convida os integrantes a participar do delicioso tempo sem tempo das historias.

 

Modulo I – Panorama geral: técnicas, introdução a estrutura narrativa, introdução ao universo infantil e suas brincadeiras, compartilhamento de histórias de repertorio.

Modulo II – técnicas para adaptação de texto: aplicação da oralidade, manipulação de objetos ou bonecos, leitura dramática e técnicas de encenação.

Modulo III – produção e historias e formação de repertorio – técnica e aprofundamento.

O primeiro módulo é um apanhado geral das técnicas e formas de se contar historias. Misturando teoria e pratica, atravessamos o sagrado território da infância através das brincadeiras e musicas, experimentando as técnicas. Contando muitas historias curtas ao longo desse modulo. Serão utilizados, livros, cadernos, lápis, objetos, com o objetivo de buscarmos o estado de encantamento tão necessário ao contador.

O segundo módulo traz ao participante as formas de adaptação de texto de acordo com a escolha da técnica aplicada para a contação. Nesse momento o contato é mais teórico porem sempre finalizado com a execução de uma mini contação para continuidade do trabalho do estado de encantamento.

O terceiro módulo prevê a escolha de pelo menos duas historias para serem trabalhadas por cada participante. Apresentaremos formatos individuais ou em grupo, trabalhando as linguagens e descobrindo os caminhos para a escolha, adaptação e execução da historia, de forma a manter a ludicidade e a essência de cada historia e seu contador.

A oficina pode ser aplicada com carga-horária total de 12 horas/aula, chegando à conclusão com criação e concepção de duas ou mais historias a serem contadas, com a devida linguagem mas também pode ser estendida para uma carga-horária maior, proporcionando maior aprofundamento do conteúdo.

Atividade direcionada a educadores, arte educadores, atores ou interessados na arte de contar historias com idade mínima de 16 anos. 20 vagas.